REVISTA ELETRÔNICA de EDUCAÇÃO & SAÚDE.

REVISTA ELETRÔNICA de EDUCAÇÃO & SAÚDE (ano XXXV) 2018 ou 5779
Criação e realização do biólogo e professor JOÃO ANGELO MARTIGNONI TEIXEIRA
Orientação e configuração do engenheiro e professor EVERARD LUCAS CARDOSO

31 de ago de 2013

SISTEMA GENITAL FEMININO:

Resumo de nossas recentes aulas...
Conforme dissemos, este símbolo (ao lado) está relacionado a "deusa" Vênus (deusa do amor, da beleza e do sexo na mitologia romana ou Afrodite na mitologia grega).
O símbolo ♀ representa o espelho redondo da deusa do amor e da beleza = Vênus (Afrodite), ou também a "gargantilha" redonda com um crucifixo pendurado no pescoço feminino. É o símbolo usado na Biologia para o gênero feminino. Também é o símbolo do planeta Vênus para a Astronomia e também usado pela astrologia como a deusa Vênus; na Alquimia é o símbolo usado para o Cobre que em Química é o Cu (Z=29).



O espelho d'água e as mulheres...
<<< observe o espelho na mão de Vênus.

















Obs. Também surgiram do nome Vênus:
 a) Camisa-de-Vênus (Preservativo) – as primeiras referências científicas sobre o uso e desenvolvimento das camisinhas, vem do anatomista italiano – Gabriel Fallopius (1523-1562) no séc. XVI, ele recomendava o uso de um incômodo saquinho feito de linho e amarrado com um laço, não propriamente como um método anticoncepcional, mas para se evitar naquela época as doenças venéreas. Um séc. depois o médico inglês “Dr. Condon” criou para o rei da Inglaterra {Carlos II – (1630-1685)- com muitos filhos ilegítimos...} um protetor (camisinha) feito com tripas de animais (carneiros, etc...) para prevenir o nascimento de filhos bastardos reais. Só em 1939 com o processo de vulcanização da borracha (tornando-a elástica) é que se começou a fabricar as camisinhas como é até hoje.
 b) Doenças Venéreas (hoje chamadas de DST).




*) Ovários:
·      são duas glândulas com cerca de 3 cm de comprimento, localizadas no abdome (no interior da cavidade pélvica).
·      funções: realizar a ovulogênese = produzir óvulos (gameta feminino); produzir hormônios como a progesterona e o estrogênio (que regula as características sexuais secundárias femininas).

*) Tubas uterinas (Ovidutos) (antigamente conhecida como Trompa de Falópio – homenagem ao cientista Dr. Gabriel Falópio *1523  +1562 ).
·      são dois canais entre 7 cm a 14 cm, com contrações em sua parede e movimento ciliar interno, que captam o óvulo próximo ao ovário e o encaminham ao útero.

*) Útero:
·      órgão com 7,5 cm comprimento por 5 cm de largura, no formato de uma pera, com musculatura ao redor e oco por dentro, rico em vasos sanguíneos; local onde o óvulo (que não foi fecundado) é eliminado pela menstruação; caso o óvulo tenha sido fecundado, o útero é o local onde ele vai se tornar um embrião até o nascimento.

*) Vagina:
·      canal musculoso com cerca de 10 cm de comprimento que liga o útero ao exterior (vulva), por onde penetra o pênis num ato sexual; por onde sai o bebê num parto natural. Na entrada do canal da vagina existe o hímen que é uma membrana que recobre a entrada do canal nas mulheres virgens.
·      Colposcopia (veja no dicionário).

*) Pudendo feminino (antigamente chamado de Vulva):
é a parte externa sexual, formada internamente pelo Clitóride [Clitóris com cerca de 1 cm de comprimento] (formado por tecidos eréteis semelhantes aos tecidos do pênis - irrigado por sangue) e pelos lábios maiores e lábios menores.

No Volume 1 de BIOLOGIA veja páginas: 288 a 290; 298;

Nenhum comentário: